27 de mai de 2010

Novelas, noleveiras, nove(velas)

As vezes penso que não passo de uma idealista, poeta, romântica
Que enxerga o mundo com magia e pureza
Tenho certeza que condicionamento de valores é exatamente aquilo que não ostento
As vezes, me pego num momento de capitalismo exacerbado violento
Não vou me corromper, disso tenho ciência
Tenho tantos sonhos, planos, projetos, pensamentos, livros para escrever
Tem tantas beldades que aguardam serem cuidadas, ou mesmo descobertas
Vejo tudo por um formato tão distinto que a maioria
Ostento tantas coisas sem sentido para os de mais, que são a maioria
Não sei se sou extremista demasiada ou se valorizo muito meu livre-arbítrio
Sinceramente, não quero cair na enganação de utopias noveleiras
Das que você precisa ter status, dinheiro, carro zero e um bom apartamento com vista para a praia de copacabana
Me perdoem aqueles que necessitam disso para serem felizes
Porém, eu realmente não desejo que meus dias sejam "passados" por essa rotina
Simplesmente nasci com simples mente
E quero vida simples

26 de mai de 2010

Hoje acordei feliz, com uma sensação de que tudo na vida vale a pena quando temos a presença de seres extremamente especiais ao nosso redor

Acordei com uma alegria maravilhosa, com a vontade de viver assim, com essa felicidade toda que esta dentro de mim, eternamente!

O que nos trás uma excelente noite de sonhos..

O céu estava azulzão e cheio de esperança quando abri os olhos
Engraçado, penso constantemente sobre a bênção que nos foi, e é dada todos os dias e ainda vejo pessoas reclamando de tantas pequeninas situações.
O que falta no mundo é um pouco mais de visão, de percepção!

O que precisamos esta ai, bem em frente, todos os dias, todas as noites.
O que mais queremos?
Insatisfação é a palavra da década!

18 de mai de 2010

Perdas

Dias de solidão e de tristeza
Momentos dos quais não dá para esquecer, apenas superar
Vida, morte, viagem, desencarnar, passar para outro plano, ir para o céu
Seja lá a crença que as pessoas tem, hoje sinto vontade de chorar
É apenas uma criança, que carrega consigo uma esperança de vida
Sinto um aperto enorme no coração, não por ela, que com toda sua bondade e ingenuidade, certamente, ficará em plena paz
Me aperta o coração dos que deram a vida a este serzinho tão especial
A superação da saudades, a dor da perda, a aceitação disso tudo, a coragem e a fé que precisaram desenvolver para alcançar uma paz de espírito novamente
Que vontade de ter poderes especiais e conseguir trazer saude para quem, de fato, precisa
Que vontade de ter mãos que consigam curar essa ferida
Desejo apenas muita fé e amor para alcança-lo em pensamento.

14 de mai de 2010

Chapada Diamantina - BA

Paraiso singular
Vida simplis
Olhar certo, profundo, espetacular
Horizontes verdes, verdadeiros
Idéias e valores naturais
Momentos, sentimentos de lar
Lágrimas..
Vento, harmonia, energia que contagia
Nostalgia
Natureza, vivenciar essa pureza
Agua, cachoeira, maré do mar
Almejar Iemanjá
Flores, arvores, frutos
Divindade de atitudes
Magia de lugar
É onde quero estar..

10 de mai de 2010

Alegria de criança

Manhã passada, acordei com um homenzinho me chamando..
Quando abri os olhos, o vi
A boca, suja de chocolate, me ofereceu "bolaia" doce
os olhos bem grandes, esverdeados, com cílios compridos, diziam, come titia, come..
e os dentinhos, ah os dentinhos, aparecendo, mostrando um singelo sorriso
o frio da manha de domingo revelava bochechas vermelhas e uma alegria pairava em mim
um pique que criança tem, pensei, logo, levantei

é dia das mães, dia de festa, dia de almoço de família
dia de acordar assim, abençoada pela magia que este homenzinho cria em mim.

7 de mai de 2010

tudo termina em família


Ando por uma rotina meio demasiada..
é trabalho pra casa
casa pra faculdade
faculdade pra filmes
filmes pra poesia

vida social, normal
quartas no sesc
bar do portuga na segunda
e domingão é no balanço da rede

pra falar a verdade, gosto muito do domingo
é sempre igual..
sem hora para acordar
começar com uma brahma pra variar
petiscos e patês
com pão e conversa de montão
a comida fica pronta sempre mais tarde
a mesa cheia, família reunida, almoço de verdade
após união da mulherada, acaba a arrumação
tem a rede pra cochilar, a tv pra consolar
mas prefiro o violão, pra me acalmar
ao despertar, mais brahma pra continuar
a conversa de domingo
os jogos de bingo
tudo é diversão
domingo termina com o pensamento e aconchego da reunião...
... familiar!