28 de mar de 2010

Entre(laços)

Engraçado esse amor todo que paira dentro de mim, é tanto, é tanta alegria, tanta felicidade e tantas coisas juntas, misturadas. São tantos pedacinhos de vazios que enchem minha alma de coragem, que me faz rodar e rodar, só pra ver o vestido balançar, as cores entrelaçarem. As formas então renovam, provocam a imaginação a ponto de saber que ilusões são necessárias, que criar feitiços é somente para surpreender com os acasos. Engraçado é o não saber nada, deixar tudo casual, normal, para que um dia, num certo momento, a paixão aconteça, o segredo apareça, as bocas se unam, o coração se abre e a forças combinam, a alma então, almejada, entregasse para um único e melhor instante de êxtase, um fluido de paz!